Olhos proeminentes: o que é, causas, sintomas e como tratar

Olhos proeminentes: o que é, causas, sintomas e como tratar

Proptose ocular ou exoftalmia são termos médicos usados para se referirem a “olhos salientes”  ou “olhos saídos”, quando o globo ocular fica mais “saído” do que o normal ou quando surge a protrusão do globo ocular.

Qualquer tipo de aumento das estruturas situadas no interior da órbita vai causar um deslocamento do olho para a frente. Esse problema pode ocorrer também por causa da ordem vascular ou de inflamação. Ou seja, a exoftalmia nada mais é do que quando o paciente apresenta um ou os dois olhos saltados.

Causas da exoftalmia

Uma das grandes causas da exoftalmia está relacionada ao funcionamento da tireóide. Por conta disso, algumas patologias, como o hipertireoidismo, possuem a exoftalmia como um dos principais sintomas e indícios. Em alguns casos a exoftalmia tem outras causas:

* Leucemia

* Tumores

* Desordens vasculares

* Infecções

* Hemangioma

O glaucoma congênito também pode causar uma sensação de que os olhos são maiores e por causa disso, ocorre a sensação que os olhos são protuberantes e de que há o sintoma de exoftalmia.

A oftalmopatia de graves – Um terço dos doentes com a doença de graves, podem apresentar sinais da oftalmopatia de graves, que afeta diferentemente o globo ocular, provocando os olhos proeminentes, dor ocular, ardência, fotofobia e diplopia. Nessa condição, o sistema imunitário acaba atingindo os músculos e tecidos orbitários, causando uma inflamação. Agora, o deslocamento do olho acontece por causa do aumento do volume do tecido adiposo e conjuntivo na órbita.

Sintomas da exoftalmia

* Dor de cabeça

* Visão dupla

* Dor nos olhos

* Vermelhidão nos olhos

* Perda parcial ou total da visão

Como é feito do diagnóstico

O médico oftalmologista vai verificar como está a capacidade do paciente de mover os olhos e irá medir o grau de protrusão do globo ocular. Os exames podem ser feitos através da tomografia computadorizada, ressonância magnética e tonometria, que faz a medição da pressão ocular.

Tratamento da exoftalmia

O tratamento da exoftalmia vai depender das causas e da condição médica do paciente. Ou seja, se a exoftalmia estiver relacionada a problemas de tireóide, os indicadores hormonais do paciente vão fazer com que os olhos voltem logo à sua condição normal. Agora, aos pacientes que estejam com inflamação nos olhos, pode-se fazer o uso de medicamentos que vão combater toda a inflamação com o intuito de ajudar o paciente a se recuperar.

Em casos mais graves e específicos, a exoftalmia pode ser tratada através de um procedimento cirúrgico. Tudo vai ser avaliado pelo médico e somente ele poderá prescrever a melhor maneira de tratar o problema, dependendo do caso em que o paciente se encontra.

Outros tratamentos que são úteis incluem o uso de colírios para reduzir a secura e irritação ocular, e também o uso de lentes especiais para corrigir a visão dupla. Em outros casos, o tratamento pode variar dependendo da causa:

* Parar de fumar

* Cirurgia em casos mais graves

* Corticosteróides

* Óculos de sol para facilitar a sensibilidade à luz

* Antibióticos para causas infecciosas

Como tratar a doença de graves: o tratamento é feito com o uso de corticoides, na maioria das vezes, por via oral. Podem ser usados lubrificantes oculares, gel ou pomada ocular como descompressão orbitária.

Olhos proeminentes

Os termos como: olhos proeminentes, olhos esbugalhados, olhos para fora, olhos saltados, olhos protuberantes, olhos saídos, entre tantos outros, são muito usados pelos pacientes para se referirem à exoftalmia e proptose.

Cirurgia

Existem três tipos de cirurgia para a exoftalmia:

* Cirurgia dos músculos extraoculares – Essa cirurgia é feita nos músculos oculomotores, alinhando os olhos de maneira correta e ajudando a reduzir a visão dupla;

* Cirurgia de descompressão orbitária – Uma pequena quantidade de tecido ou osso é retirada da cavidade orbitária;

* Cirurgia palpebral – Essa cirurgia é feita para ajudar a melhorar a posição ou a aparência das pálpebras.

Tipos de exoftalmia

Exoftalmia bilateral – A exoftalmia bilateral ocorre quando a protrusão anormal do globo ocular ocorre nos dois olhos, de maneira simultânea, ou seja, os dois olhos estão mais saídos do que o normal.

Exoftalmia unilateral – A exoftalmia unilateral ocorre quando a protrusão anormal do globo ocular acontece em apenas um dos olhos, ou seja, um olho está mais saído do que o outro.

A exoftalmia tem cura?

Essa doença pode ter muitas causas subjacentes, portanto dependendo da causa da exoftalmia, é possível curar os olhos esbugalhados.

Para tratar esse problema da melhor maneira, é essencial se consultar com o médico especialista no caso, somente ele vai dar o diagnóstico completo e correto, além de indicar o melhor tratamento, dependendo de cada caso.

Procure um médico oftalmologista para te auxiliar melhor quanto a essa doença. Agende uma consulta no Centro Clínico Imagem agora mesmo clicando aqui.

Deixe um comentário